Brazil Africa Forum

África, Caribe e Pacífico recebem mais ajuda da União Europeia

A União Européia forneceu 9 milhões de euros adicionais para apoiar o trabalho da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) na promoção de práticas agrícolas sustentáveis na África, no Caribe e no Pacífico. O acordo se concentra no combate à degradação e desertificação da terra e procura aumentar a segurança alimentar e a resiliência às mudanças climáticas. Em particular, o financiamento têm como objetivo impulsionar os esforços dos países nas regiões-alvo para trazer mudanças sustentáveis ​​nas políticas e práticas agrícolas. 

“Nosso apoio a mais biodiversidade e alimentos de melhor qualidade é decisivo para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A agricultura e a biodiversidade estão fortemente interligadas. O setor agrícola depende fortemente da biodiversidade, mas também é um contribuinte para a biodiversidade. Este novo programa ajudará a superar as barreiras socioeconômicas e políticas que impedem países e agricultores de adotarem práticas agrícolas baseadas em ecossistemas e abordagens a biodiversidade e ao manejo químico “, disse o diretor-geral da FAO, Qu Dongyu.

Qu Dongyu e o comissário europeu para a Cooperação e Desenvolvimento Internacional, Neven Mimica, assinaram nesta segunda-feira (14) o acordo que permitirá o financiamento para apoiar o trabalho da agência da ONU.

“A natureza está ameaçada, o mundo precisa de práticas agrícolas mais sustentáveis ​​que aumentem a segurança alimentar, a redução da pobreza e o crescimento econômico, preservando os preciosos recursos naturais do planeta. Estou muito feliz por anunciar esse financiamento adicional apenas dois dias antes Dia Mundial da Alimentação. É mais um exemplo do firme compromisso da UE em trabalhar com os países parceiros ACP nestes mesmos objetivos “, declarou o comissário Mimica.

ACP é composto por 79 países da África, do Caribe e do Pacífico, com todos eles, exceto Cuba, signatários do Acordo de Cotonu, também conhecido como “Acordo de Parceria ACP-EC”, que os vincula à União Europeia.

“Congratulo-me com este novo projeto, que é de grande importância para os países ACP. Conservar a biodiversidade e reduzir a pressão sobre os recursos naturais e ecossistemas, além de combater as mudanças climáticas, nunca foi tão importante para nossas dietas, nossa saúde, nosso planeta e nossa sobrevivência “, declarou Patrick I. Gomes, secretário geral do Grupo de Estados ACP.

O contrato atual faz parte de um programa mais amplo de apoio da UE que promove a sustentabilidade ambiental nos países da África, Caribe e Pacífico, por meio de uma governança ambiental mais forte e pela implementação de acordos ambientais multilaterais como a Convenção sobre Diversidade Biológica.

As parcerias com o setor privado e a sociedade civil pretendem atuar dentro do acordo como direcionadores para sistemas agrícolas mais sustentáveis. Além disso,o acordo também prevê que as instituições regionais e nacionais possam fazer mais para projetar e implementar políticas agrícolas que melhoram a biodiversidade, mantendo ao mesmo tempo a produção e a lucratividade.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

Morre o pesquisador Fernando Arenas, referência em estudos culturais sobre África Lusófona

Oito anos depois de ser publicado nos Estados Unidos, o livro "África Lusófona – Além da Independência" recebe uma edição traduzida para o português. A obra foi escrita pelo prof

Museu egípicio é inaugurado no Rio Grande do Sul

O museu egípcio com o maior acervo da América Latina é inaugurado, essa semana, no Rio Grande do Sul. Localizado na cidade de Canela, o museu sediará uma exposição permanente de peças egípcias. Além disso conta com uma loja de produtos que remetem à cultura e a história do antigo Egito com peças produzidas por artistas do país.

Fortaleza recebe primeiro data center da Angola Cables no Brasil

Após instalar dois cabos de fibra ótica em Fortaleza (o Monet, que vai até os Estados Unidos; e o SACS, que se conecta com...