Brazil Africa Forum

Africa Check e Facebook firmam parceria para prevenir reprodução de notícias falsas na rede

Com o objetivo de expandir sua cobertura de idioma local, o Facebook formou uma parceria com a agência de fact-checking “Africa Check”. A agência anunciou que adiciona novo suporte de idioma local para vários países africanos como parte de seu programa de verificação de fatos por terceiros – o que ajuda a avaliar a precisão das notícias no Facebook e visa reduzir a disseminação de desinformação.

Lançada em 2012, a Africa Check é a primeira organização independente de verificação da África. Com a parceria, o Facebook espera expandir sua cobertura em cinco países do continente: África do Sul, Quênia, Nigéria, Senegal e Camarões. 

O programa de checagem de fatos se baseia no feedback da comunidade do Facebook e funciona como um dos sinais usados para sinalizar histórias potencialmente falsas para os verificadores de fatos que farão a revisão. Os artigos locais são verificados ao lado de fotos e vídeos. Se um dos parceiros de checagem de fatos da rede social identificar uma história como falsa, ela será mostrada mais baixo no feed de notícias, com o objetivo de reduzir sua distribuição.

“Continuamos a fazer investimentos significativos nos nossos esforços para combater a disseminação de notícias falsas na nossa plataforma, enquanto construímos comunidades solidárias, seguras, informadas e inclusivas. Nosso programa de verificação de fatos de terceiros é apenas uma das muitas maneiras pelas quais estamos fazendo isso, e com a expansão da cobertura de idioma local, isso ajudará a melhorar ainda mais a qualidade das informações que as pessoas veem no Facebook. Sabemos que ainda há mais a fazer e estamos comprometidos com isso”, disse, em nota, Kojo Boakye, Chefe de Política Pública do Facebook África.

Os idiomas adicionados são Yoruba e Igbo, na Nigéria adicionando a Hausa que já era apoiada; Suaíli, no Quênia; Wolof, em Senegal; e Afrikaans, Zulu, Setswana, Sotho, Sotho do Norte e Ndebele do Sul, na África do Sul.

“Estamos entusiasmados em expandir o arsenal dos idiomas que abordamos em nosso trabalho sobre o programa de verificação de fatos de terceiros do Facebook. Em países tão linguisticamente diversos quanto Nigéria, África do Sul No Quênia e no Senegal, a checagem de fatos nos idiomas locais é vital, e não apenas nos permite checar mais conteúdo no Facebook, mas também significa que estaremos alcançando mais pessoas em toda a África com informações verificadas e confiáveis. ” disse, em nota, o diretor executivo da Africa Check, Noko Makgato.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

O futuro das relações entre Brasil e África é promissor, segundo Hamilton Mourão

"As relações com a África são e serão prioritárias para o Brasil e o para os brasileiros", declarou o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, durante a cerimônia de abertura do Fórum Brasil África 2019.

Centro de Excelência da ONU participa de convocação global contra a fome na Etiópa

O diretor adjunto do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos das...

Morre o pesquisador Fernando Arenas, referência em estudos culturais sobre África Lusófona

Oito anos depois de ser publicado nos Estados Unidos, o livro "África Lusófona – Além da Independência" recebe uma edição traduzida para o português. A obra foi escrita pelo prof