Africa Check e Facebook firmam parceria para prevenir reprodução de notícias falsas na rede

Com o objetivo de expandir sua cobertura de idioma local, o Facebook formou uma parceria com a agência de fact-checking “Africa Check”. A agência anunciou que adiciona novo suporte de idioma local para vários países africanos como parte de seu programa de verificação de fatos por terceiros – o que ajuda a avaliar a precisão das notícias no Facebook e visa reduzir a disseminação de desinformação.

Lançada em 2012, a Africa Check é a primeira organização independente de verificação da África. Com a parceria, o Facebook espera expandir sua cobertura em cinco países do continente: África do Sul, Quênia, Nigéria, Senegal e Camarões. 

O programa de checagem de fatos se baseia no feedback da comunidade do Facebook e funciona como um dos sinais usados para sinalizar histórias potencialmente falsas para os verificadores de fatos que farão a revisão. Os artigos locais são verificados ao lado de fotos e vídeos. Se um dos parceiros de checagem de fatos da rede social identificar uma história como falsa, ela será mostrada mais baixo no feed de notícias, com o objetivo de reduzir sua distribuição.

“Continuamos a fazer investimentos significativos nos nossos esforços para combater a disseminação de notícias falsas na nossa plataforma, enquanto construímos comunidades solidárias, seguras, informadas e inclusivas. Nosso programa de verificação de fatos de terceiros é apenas uma das muitas maneiras pelas quais estamos fazendo isso, e com a expansão da cobertura de idioma local, isso ajudará a melhorar ainda mais a qualidade das informações que as pessoas veem no Facebook. Sabemos que ainda há mais a fazer e estamos comprometidos com isso”, disse, em nota, Kojo Boakye, Chefe de Política Pública do Facebook África.

Os idiomas adicionados são Yoruba e Igbo, na Nigéria adicionando a Hausa que já era apoiada; Suaíli, no Quênia; Wolof, em Senegal; e Afrikaans, Zulu, Setswana, Sotho, Sotho do Norte e Ndebele do Sul, na África do Sul.

“Estamos entusiasmados em expandir o arsenal dos idiomas que abordamos em nosso trabalho sobre o programa de verificação de fatos de terceiros do Facebook. Em países tão linguisticamente diversos quanto Nigéria, África do Sul No Quênia e no Senegal, a checagem de fatos nos idiomas locais é vital, e não apenas nos permite checar mais conteúdo no Facebook, mas também significa que estaremos alcançando mais pessoas em toda a África com informações verificadas e confiáveis. ” disse, em nota, o diretor executivo da Africa Check, Noko Makgato.

Top 5

Fortaleza recebe primeiro data center da Angola Cables no Brasil

Após instalar dois cabos de fibra ótica em Fortaleza (o Monet, que vai até os Estados Unidos; e o SACS, que se conecta com...

Pesquisa e inovação impactam a agricultura do Brasil

São abundantes as manifestações de lideranças ao redor do mundo em reconhecimento à trajetória virtuosa da pesquisa agropecuária brasileira nos últimos quarenta anos. Graças...

Acordo preferencial eleva exportações sul-africanas ao Brasil

As exportações sul-africanas para o Brasil aumentaram de US$483 milhões em 2017 para US$ 663 milhões em 2018. As informações foram reveladas pela representante econômica...

Bienal do livro do Ceará receberá três autores africanos

Três escritores africanos estarão participando da Bienal Internacional do Livro do Ceará, que será realizada em Fortaleza entre os dias 16 a 25 de...

Fórum Brasil África 2019: Segurança Alimentar em foco

A problemática da fome tem se tornado cada vez mais recorrente, embora ela tenha estado em declínio nos últimos anos, segundo informações da Organização...