AGRF: Agricultores da Nigéria e da Tanzânia serão beneficiados por dois acordos 

Centenas de milhares de pequenos agricultores da Nigéria e da Tanzânia serão beneficiados acordos acordo assinados entre o Banco Africano de Desenvolvimento (AfDB.org) e a Parceria Africana de Fertilizantes e Agronegócios (AFAP).

A assinatura dos arcordos, que ocorreu durante AGRF 2019 em Acra, Gana, prevê  a implementação de garantias de crédito comercial no valor de US $ 5,4 milhões para apoiar as cadeias de valor de fertilizantes nos dois países.

“Estamos entusiasmados por nos reunirmos com nossos parceiros para expandir os esforços para garantir que estamos financiando o desenvolvimento da fabricação e mistura de fertilizantes”, festeja Jennifer Blanke, vice-presidente de Agricultura, Desenvolvimento Humano e Social do Banco Africano de Desenvolvimento. 

As doações são projetadas pelo Mecanismo de Financiamento de Fertilizantes para África (AFFM) do Banco para fornecer soluções de financiamento sustentáveis para impulsionar a cadeia de valor de fertilizantes na África.


Jennifer Blanke (esquerda) e Jason Scarpone (direita)

Para o CEO da Parceria Africana de Fertilizantes e Agronegócios, Jason Scarpone, os acordos vão beneficiar fabricantes, distribuidors, varejistas e agricultores. “Poucos conseguem fazê-lo. Este projeto será bem-sucedido ”, disse.

Programados para implementação em um período de dois anos, os projetos levarão ao aprimoramento das cadeias de valor de fertilizantes nos dois países e terão como alvo 10 importadores, 5 misturadores / fabricantes e 37 agro-revendedores centrais como beneficiários diretos, 520 agro-varejistas. revendedores como beneficiários indiretos e 700.000 pequenos agricultores como beneficiários finais.

Ao apoiar a cadeia de valor de fertilizantes nos dois países, os projetos percorrerão um longo caminho para disponibilizar fertilizantes a mais agricultores, um objetivo fundamental da Estratégia Feed Africa do Banco. “Esperamos resultados realistas. Estamos aqui para garantir que isso aconteça ”, disse a coordenadora da AFFM Marie Claire Kalihangabo.

Chico Carneiro, entre Amazônia e Moçambique, tudo vira filme

O cineasta brasileiro Chico Carneiro saiu do Brasil, mais precisamente da região amazônica, atravessou o oceano e foi parar em Moçambique, não apenas fazendo filmes, mas vivendo cinema.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Brasil coopera com o Zimbábue para desenvolver cultura do algodão

O Brasil ocupa lugares de destaque tanto na produção como na exportação de algodão, atraindo diversos parceiros interessados em fortalecer o setor algodoeiro. O mais recente país a buscar o apoio do Brasil é o Zimbábue. Foi assinado um acordo entre os dois países para garantir capacitação e também a transferência de tecnologias brasileiras em algodão para o país africano.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

Rio de Janeiro terá exposição de Arte Iorubá

A Casa de Herança Oduduwa recebe a partir do mês de Agosto uma exposição de peças milenares da cultura iorubá. A mostra de arte...