Brazil Africa Forum

Algodão: Agricultores africanos compartilham tecnologia brasileira

Países africanos poderão se beneficiar com um projeto que pretende compartilhar com outros países a expertise do Brasil na cultura do algodão. A cotonicultura ocupa uma posição estratégica na política de desenvolvimento e nos programas de redução da pobreza e o Brasil é o quarto produtor mundial de algodão, e o segundo maior exportador global. 

O projeto, chamado “Apoio ao desenvolvimento do setor algodoeiro por meio da Cooperação Sul-Sul”, é promovido pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC) em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e vai utilizar as experiências e os conhecimentos disponíveis no Brasil para contribuir com o crescimento do setor algodoeiro em nações em desenvolvimento.

Na condição de líder mundial em tecnologia de plantio direto na área cotonícola, o Brasil contribui, mediante demanda dos países parceiros, para a melhoria da produtividade do algodão na África, promovendo o aumento da renda e do acesso das populações rurais aos alimentos. “Essas ações contribuem, também, para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”, declarou Daniel Furst, oficial de programa em Cooperação Sul-Sul do PNUD.

Foto: Agência Brasileira de Cooperação

O projeto foi apresentado no 12º Congresso Brasileiro do Algodão (CBA), que acontece esta semana em Goiânia, um dos estados com maior produção de algodão do país. Durante o evento, um espaço montado pela ABC em colaboração com organismos das Nações Unidas no Brasil divulgou esse e outros projetos para a comunidade brasileira de produtores de algodão.

130 representantes de 16 países parceiros da África e de seis nações da América Latina e do Caribe participam do evento. “Para eles, o evento estabelece a possibilidade de uma rede de contatos com pequenos e grandes produtores do Brasil”, revela Nelci Caixeta, coordenador-geral de África, Ásia, Oceania e Oriente Médio da ABC. Segundo ele, os técnicos africanos e latino-americanos que participaram do evento puderam conhecer melhor as tecnologias utilizadas noterritório brasileiro.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

O futuro das relações entre Brasil e África é promissor, segundo Hamilton Mourão

"As relações com a África são e serão prioritárias para o Brasil e o para os brasileiros", declarou o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, durante a cerimônia de abertura do Fórum Brasil África 2019.

Centro de Excelência da ONU participa de convocação global contra a fome na Etiópa

O diretor adjunto do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos das...

Morre o pesquisador Fernando Arenas, referência em estudos culturais sobre África Lusófona

Oito anos depois de ser publicado nos Estados Unidos, o livro "África Lusófona – Além da Independência" recebe uma edição traduzida para o português. A obra foi escrita pelo prof