Angola Cables e Nokia comemoram conexão recorde entre Angola e Estados Unidos

As empresas Angola Cables e a Nokia conseguiram pela primeira vez um tráfego de 300 Gbps entre Miami e Luanda a partir da combinação dos sistemas de cabos submarinos SACS e MONET.

Segundo a Angola Cables, a rota fornece roteamento direto de baixa latência e simplifica bastante a ativação de serviços para atender de forma mais eficiente os mercados de consumo de dados que estão em rápido crescimento no continente africano.

A África Subsaariana registrou o maior crescimento global no uso da internet na última década, que era de menos de 10% da população em 2010 para mais de 28% em 2019. A melhoria de conectividade é crucial para o aumento da base de usuários.

Gerido pela Angola Cables, o South Atlantic Cable System (SACS) conecta Fortaleza (Brasil) e Luanda (Angola). O cabo MONET é uma iniciativa liderada pela Google, conecta o litoral do estado de São Paulo à Flórida, passando por Fortaleza. A Angola Cables possui dois dos seis pares de fibra do sistema Monet. 

A finlandesa Nokia é parceria da Angola Cables na implementação das tecnologias de conectiva dos sistemas SACS e MONET. 

Chico Carneiro, entre Amazônia e Moçambique, tudo vira filme

O cineasta brasileiro Chico Carneiro saiu do Brasil, mais precisamente da região amazônica, atravessou o oceano e foi parar em Moçambique, não apenas fazendo filmes, mas vivendo cinema.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Brasil coopera com o Zimbábue para desenvolver cultura do algodão

O Brasil ocupa lugares de destaque tanto na produção como na exportação de algodão, atraindo diversos parceiros interessados em fortalecer o setor algodoeiro. O mais recente país a buscar o apoio do Brasil é o Zimbábue. Foi assinado um acordo entre os dois países para garantir capacitação e também a transferência de tecnologias brasileiras em algodão para o país africano.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

Rio de Janeiro terá exposição de Arte Iorubá

A Casa de Herança Oduduwa recebe a partir do mês de Agosto uma exposição de peças milenares da cultura iorubá. A mostra de arte...