Home Capa

Capa

ONU lança plano de ação para combater a pandemia

A ONU lançou um plano de ação para combater os impactos socioeconômicos potencialmente devastadores da pandemia de COVID-19

Afro-jazz: o legado de Manu Dibango

Impossível fazer uma lista dos músicos africanos mais influentes do século XX e não incluir o saxofonista camaronês Manu Dibango. Considerado a lenda do afro-jazz, ele ganhou notoriedade mundial ao cair nas graças dos DJs novaiorquinos, que catapultaram a música "Soul Makossa” a um dos maiores hits de 1972 .

Grupo Atepa formaliza parceria com IBRAF

eferência no campo da infraestrutura do continente africano, o Grupo Atepa assinou uum memorando de entendimento com o Instituto Brasil África (IBRAF

Brasil vai ajudar países africanos no combate ao coronavírus

A Organização Mundial da Saúde (OMS) na África fez um pedido para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz): estabelecer uma estratégia de cooperação para que profissionais brasileiros visite os países lusófonos da África para combater a pandemia do novo coronavírus.

Eliana Alves Cruz e a história de todos nós

“Intuitivamente, percebi que tinha alguma coisa nessa história que diz respeito a história de todos nós”, compartilha Eliana Alves dos Santos Cruz ao falar de seu livro “´Água de Barrela” que conta a trajetória da sua família. Eliana, 54, é escritora, jornalista e produtora cultural no Rio de Janeiro. Através de pesquisas e relatos familiares - especialmente de sua tia, Dona Nunu, a autora constrói uma narrativa que traça o caminho que liga o Brasil à África. Eliana defende o ensino, a pesquisa e a escrita como forma de preservar a cultura afro brasileira.

Chinenyem Ozemela, uma mulher de visão

A oftalmologista nigeriana Chinenyem Ozemela dedicou grande parte de sua vida ao combate da cegueira evitável e de outras doenças oculares

Três escritoras nigerianas que você precisa conhecer agora

Uma nova geração de autoras nigerianas tem chamado atenção do mundo por seus trabalhos sobretudo por trazer diferentes realidades femininas.

Escritoras nigerianas conquistam o mundo

As vozes femininas da Nigéria estão ganhando o mundo. Em 2019, três escritoras nigerianas - Akwaeke Emezi, Oyinkan Braithwaite e Diana Evans - concorreram ao Baileys Women's Prize for Fiction. O prêmio é considerado um dos mais prestigiados no que diz respeito a literatura em língua inglesa.

Quem é a primeira mulher brasileira na missão da ONU na República Centro-Africana

Mais de 400 oficiais da polícia de vários países compoem a Missão da ONU na República Centro-Africana, a MINUSCA. Quase um...