Brazil Africa Forum

CPLP quer garantir eleições livres em Guiné-Bissau

Os chefes da diplomacia da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) querem que escolha do presidente de Guiné-Bissau seja livre. Em um comunicado publicado após um encontro realizado esta semana em Nova Iorque, foi destacado que o povo guineense deve escolher livre e soberanamente o seu presidente da República. O País prepara as sextas eleições presidenciais dos 25 anos de história de democracia, que  devem acontecer dia 24 de novembro.

Os Ministros dos Negócios Estrangeiros e das Relações Exteriores da CPLP destacam que é imperativo que a Guiné-Bissau termine com êxito o atual ciclo político-eleitoral, “conseguindo assim a estabilidade institucional necessária à consolidação da democracia e ao desenvolvimento e bem-estar da sua população”.

Eleições em Guiné-Bissau Foto: LUSA

Na última quarta-feira (25) terminou o prazo para a entrega das candidaturas junto ao Supremo Tribunal de Justiça para as sextas eleições de um presidente na história da democracia guineense desde 1994. De acordo com agências de notícias, 19 candidaturas já foram entregues ao órgão judicial. A lei da Guiné-Bissau prevê o órgão deve avaliar as candidaturas e determinar a lista provisória dos concorrentes dentro de um prazo não superior a três semanas, 

Na reunião informal que ocorreu por ocasião da abertura da 74ª Sessão da Assembleia Geral da ONU, os recentes desenvolvimentos políticos do país foram apresentados pela ministra de Negócios Estrangeiros na Guiné-Bissau, Suzi Barbosa.

A CPLP integra o grupo de organizações que apoiam a estabilização da Guiné-Bissau, conhecido por P5, que também é composto pelas Nações Unidas, União Africana, União Europeia e Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

O futuro das relações entre Brasil e África é promissor, segundo Hamilton Mourão

"As relações com a África são e serão prioritárias para o Brasil e o para os brasileiros", declarou o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, durante a cerimônia de abertura do Fórum Brasil África 2019.

Centro de Excelência da ONU participa de convocação global contra a fome na Etiópa

O diretor adjunto do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos das...

Morre o pesquisador Fernando Arenas, referência em estudos culturais sobre África Lusófona

Oito anos depois de ser publicado nos Estados Unidos, o livro "África Lusófona – Além da Independência" recebe uma edição traduzida para o português. A obra foi escrita pelo prof