Brazil Africa Forum

Eleições em Moçambique serão acompanhadas pela União Europeia

Com eleições gerais marcadas para o dia 15 de outubro, as autoridades moçambicanas convidaram formalmente representantes da União Europeia para uma Missão de Observação Eleitoral (MOE). A Organização, que acompanha as eleições no país africano desde 1994, confirmou presença. 

“As eleições de 2019 em Moçambique chegam num momento particularmente importante da história do país, quando um progresso real rumo a um acordo de paz abrangente abriu o caminho para a reconciliação permanente e para a implementação de reformas. Um processo eleitoral bem-sucedido pode contribuir para a estabilidade e confiança necessárias para o crescimento e desenvolvimento do país”, disse Federica Mogherini, Alta Representante da UE para Política Externa e Segurança.

A missão será chefiada pelo espanhol Ignacio Sánchez Amor, deputado do Parlamento Europeu, que destacou o momento de descentralização de aspectos chave do país, levando a mudanças estruturais.

“O meu objetivo é que a MOE dê contribuições positivas – através de avaliações objectivas e imparciais e recomendações construtivas – para um processo global credível, transparente e inclusivo. E acrescentaria que, naturalmente, continuaremos o nosso trabalho com as autoridades moçambicanas para implementar as recomendações de missões de observação anteriores”, afirmou ele.

A equipe da UE será composta de 9 analistas e inicia a missão em Maputo, capital de Moçambique, no 31 de agosto. O grupo permanecerá no país até a conclusão do processo eleitoral e irá preparar um relatório final abrangente. Após a chegada da equipe principal, irão juntar-se outros 32 observadores de longo prazo que serão colocados em todo o país. Outros 76 observadores de curto prazo serão destacados para o dia da votação. 

No dia 15 de outubro, o povo moçambicano terá eleições presidenciais, legislativas e provinciais. A novidade está no fato de que, pela primeira vez, os governadores provinciais serão eleitos por voto popular, não mais nomeados pelo poder central.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

O futuro das relações entre Brasil e África é promissor, segundo Hamilton Mourão

"As relações com a África são e serão prioritárias para o Brasil e o para os brasileiros", declarou o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, durante a cerimônia de abertura do Fórum Brasil África 2019.

Centro de Excelência da ONU participa de convocação global contra a fome na Etiópa

O diretor adjunto do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos das...

Morre o pesquisador Fernando Arenas, referência em estudos culturais sobre África Lusófona

Oito anos depois de ser publicado nos Estados Unidos, o livro "África Lusófona – Além da Independência" recebe uma edição traduzida para o português. A obra foi escrita pelo prof