Brazil Africa Forum

Europa anuncia 50 milhões de euros para combater a seca no Chifre da África

A Comissão Europeia está a mobilizar mais 50 milhões de euros em ajuda humanitária de emergência para ajudar as pessoas atingidas pela seca no Corno de África. O financiamento adicional eleva o total da ajuda humanitária da UE para a região a 366,5 milhões de euros desde 2018. “A UE está aumentando seu apoio às pessoas afetadas por uma seca prolongada no Chifre da África. Durante minhas várias visitas a países da região, vi em primeira mão quanto os extremos climáticos estão afetando essa parte da África. Nosso financiamento ajudará a ampliar a assistência humanitária nas áreas afetadas, ajudando as comunidades a evitar o risco de fome ”, diz Christos Stylianides, Comissário de Ajuda Humanitária e Gestão de Crises da Comissão Europeia.

Siti Zone, Somália. Imagem: European Commission

O financiamento deste pacote de ajuda apoiará as comunidades afectadas pela seca na Somália (25 milhões de euros), na Etiópia (20 milhões de euros), no Quénia (3 milhões de euros) e no Uganda (2 milhões de euros).

Os recursos serão destinados à assistência alimentar de emergência, à prestação de serviços básicos de saúde e ao tratamento da desnutrição aguda grave em crianças menores de cinco anos de idade, melhorando o acesso à água para consumo humano e pecuário; e proteger os meios de subsistência das famílias.

Além disso, a ajuda da UE contribuirá para ajudar as agências humanitárias da região a aumentar preventivamente as suas ações nas áreas mais atingidas.

Imagem: Anouk Delafortrie / European Union / ECHO


Uma situação difícil

Um período de seca, após duas temporadas de chuvas fracas, colocou quase 13 milhões de pessoas necessitadas de assistência alimentar de emergência em toda a região. Estima-se que mais de 4 milhões de crianças estejam gravemente desnutridas, além de cerca de 3 milhões de mulheres grávidas e lactantes desnutridas. Com muitos na região confiando na pecuária e na agricultura de subsistência, a prolongada seca está a ter consequências devastadoras na disponibilidade de alimentos e meios de subsistência.

FAO

A temporada de chuvas de primavera de 2019 no Chifre da África estava entre as três mais secas já registradas. A seca em curso ocorre apenas um ano após o final de uma grande seca em 2016-2017. A maioria das comunidades afetadas vive em áreas pastorais e agropastoris. Precipitação escassa significa que as famílias não podem se sustentar com suas atividades agrícolas e pecuárias. Os preços dos alimentos já aumentaram em toda a região, reduzindo ainda mais o acesso das famílias pobres aos alimentos básicos.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

Morre o pesquisador Fernando Arenas, referência em estudos culturais sobre África Lusófona

Oito anos depois de ser publicado nos Estados Unidos, o livro "África Lusófona – Além da Independência" recebe uma edição traduzida para o português. A obra foi escrita pelo prof

Museu egípicio é inaugurado no Rio Grande do Sul

O museu egípcio com o maior acervo da América Latina é inaugurado, essa semana, no Rio Grande do Sul. Localizado na cidade de Canela, o museu sediará uma exposição permanente de peças egípcias. Além disso conta com uma loja de produtos que remetem à cultura e a história do antigo Egito com peças produzidas por artistas do país.

Centro de Excelência da ONU participa de convocação global contra a fome na Etiópa

O diretor adjunto do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos das...