IBRAF vai capacitar jovens africanos em pós-colheita da mandioca

O Instituto Brasil África (IBRAF), através do Youth Technical Training Program (YTTP) proporcionará para jovens africanos um Workshop de especialização em pós colheita de mandioca. O treinamento  será promovido em parceria com a Embrapa e contemplará homens e mulheres, de 18 a 35 anos, entre os dias 4 e 13 de novembro ,em Cruz das Almas, no Estado da Bahia.

O YTTP vem se consolidando como um dos principais programas de transferência de tecnologia entre o Brasil e o continente africano, fortalecendo a política de cooperação sul-sul. Durante o curso, os jovens de várias nações da África aprendem sobre as práticas e técnicas da agricultura brasileira especializada em mandioca e podem aplicá-las em sua realidade.

De acordo com o presidente o IBRAF, João Bosco Monte, o YTTP traz a oportunidade de criarmos uma relação entre o Brasil e a África nas áreas de treinamento e capacitação, além da partilha de conhecimentos.

“Como professor, sei que precisamos trabalhar com a juventude para irmos mais longe como sociedade. Nesse o YTTP surge com esse intuito de capacitar jovens africanos, trazê-los para o Brasil e criarmos laços de cooperação”, explica.

Considerada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o alimento do século XXI, a mandioca se destaca por uma grande fonte de nutrientes. Além disso, por crescer em solos de baixa pluviosidade, acaba por ser uma das culturas da África Subsaariana, sendo a Nigéria a sua mais produtora global.

Ainda no contexto africano, a mandioca também serve tanto como uma cultura de subsistência quanto comercial em regiões do continente. Assim, a expertise brasileira ajuda os jovens africanos a aproveitarem o máximo da planta.

Top 5

Fortaleza recebe primeiro data center da Angola Cables no Brasil

Após instalar dois cabos de fibra ótica em Fortaleza (o Monet, que vai até os Estados Unidos; e o SACS, que se conecta com...

Pesquisa e inovação impactam a agricultura do Brasil

São abundantes as manifestações de lideranças ao redor do mundo em reconhecimento à trajetória virtuosa da pesquisa agropecuária brasileira nos últimos quarenta anos. Graças...

Acordo preferencial eleva exportações sul-africanas ao Brasil

As exportações sul-africanas para o Brasil aumentaram de US$483 milhões em 2017 para US$ 663 milhões em 2018. As informações foram reveladas pela representante econômica...

Bienal do livro do Ceará receberá três autores africanos

Três escritores africanos estarão participando da Bienal Internacional do Livro do Ceará, que será realizada em Fortaleza entre os dias 16 a 25 de...

Paulo Rogério Nunes: criatividade, inovação e “baianidade”

Uma das maiores do Brasil e considerada a cidade mais negra fora do continente africano, Salvador tem se destacado por conta das iniciativas ligadas...