Ministro brasileiro do Meio Ambiente, Ricardo Salles discursa na UNEA

Ricardo Salles, o ministro brasileiro do Meio Ambiente, pediu mais esforço da comunidade internacional para o combate contra eventos extremos. Segundo ele, esses eventos são consequências das atividades do homem e da natureza, mas tendem a “atingir mais duramente as populações vulneráveis”, afirmou.

O discurso foi feito durante a plenária “Soluções Inovadoras para Desafios Ambientais e Produção e Consumo Sustentáveis” – parte da programação da 4ª Sessão da Assembleia Ambiental das Nações Unidas (Unea), que acontece em Nairóbi, capital do Quênia.

Chefe da delegação brasileira, Salles considera que tornar as cidades ambientalmente sustentáveis e saudáveis é um dos maiores desafios da atualidade. “Precisamos urgentemente de soluções criativas e inovadoras, e esta é a primeira prioridade do meu ministério”, afirmou. Durante seu discurso ele não esqueceu de mencionar o rompimento da barragem em Brumadinho. Segundo ele, o Brasil está revisando as políticas de segurança do setor, incluindo aspectos de avaliação ambiental para “tornar a mineração e outras atividades mais seguras para a população e para as empresas”.