Segurança Alimentar: FIDA, FAO, Banco Mundial e BAD reforçam compromisso

Um comunicado conjunto, assinado por líderes de quatro agências multilaterais, busca fortalecer os esforços para melhor apoiar os países a alcançar suas metas coletivas de segurança alimentar e nutricional. Representantes de alto nível do Banco Africano de Desenvolvimento, da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e do Banco Mundial juntaram-se esta semana em Kigali, no primeiro Diálogo de Liderança sobre Segurança Alimentar em África (AFSLD).

As quatro organizações concordam em ampliar sua colaboração. Isto inclui planeamento e programação conjuntos, co-financiamento e financiamento paralelo, e actividades analíticas e consultivas conjuntas para abordar as questões de segurança alimentar africana no contexto das alterações climáticas. Eles também concordam em se comprometer com apoio financeiro e técnico que seja compatível com o tamanho do desafio da segurança alimentar.

Gilbert Houngbo

“O IFAD está empenhado em continuar a trabalhar com os seus parceiros para capacitar os pobres rurais e os mais vulneráveis, e garantir que os pequenos agricultores e empresários tenham o capital, o conhecimento e o apoio de que precisam para ter sucesso e impulsionar uma maior segurança alimentar e desenvolvimento econômico ao mesmo tempo “, afirma Gilbert Houngbo, presidente do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

Um importante diálogo

Participaram do evento mais de 250 tomadores de decisão, incluindo 28 ministros de todo o continente, ganhadores do Prêmio Nobel, especialistas técnicos líderes na África e representantes de organizações internacionais como a União Africana, as Comunidades Econômicas Regionais (RECs), agências das Nações Unidas. e o Grupo Consultivo para Pesquisa Agrícola Internacional (CGIAR).


“Esta reunião deixou muito claro que devemos trabalhar juntos para aumentar o acesso à tecnologia para os agricultores, especialmente as mulheres, para permitir um melhor financiamento e garantir que a agricultura faça parte da solução da mudança climática. E devemos fazê-lo com urgência”, revela Hafez Ghanem, vice-presidente do Banco Mundial para a região da África.

“A própria existência desse diálogo mostra que a vontade, o desejo e o impulso para transformar a agricultura africana são fortes”, conclui Martin Fregene, Diretor de Agricultura e Agro-Indústria do Banco Africano de Desenvolvimento.

Um desafio crescente

O setor agrícola da África Subsaariana cresceu mais rápido do que em qualquer outro lugar do mundo, com uma taxa de crescimento de 4,6% do PIB agrícola de 2000 a 2018. Mas cerca de 20% da população da África (256 milhões de pessoas) enfrentam insegurança alimentar severa.

A situação está piorando devido aos impactos negativos das mudanças climáticas e conflitos. Eventos climáticos extremos, como secas e enchentes, tornaram-se mais freqüentes e prolongados, levando à diminuição da capacidade produtiva da terra e à perda de capital natural.

O número de pessoas subnutridas na maioria das sub-regiões tem crescido novamente desde 2014 e se esta tendência continuar, os ganhos duramente conquistados dos anos anteriores serão perdidos.

“Estamos comprometidos em unir forças com nossos principais parceiros ao oferecer nossos recursos técnicos e financeiros para uma parceria transformadora e impactante em questões de segurança alimentar em um clima em mudança”, afirma Maria Helena Semedo, Diretora Geral Adjunta da Organização de Alimentos e Agricultura da Nações Unidas (FAO).

Expertise brasileira

Empresas e outras organizações brasileiras também podem contribuir para o avanço da Segurança Alimentar no continente africano. O tema será discutido durante o Brazil Africa Forum 2019 – Segurança Alimentar: Caminho para o Crescimento Econômico. O evento será realizado em São Paulo durante os dias 13 e 14 de novembro. 

Saiba mais em: https://forumbrazilafrica.com

Top 5

Fortaleza recebe primeiro data center da Angola Cables no Brasil

Após instalar dois cabos de fibra ótica em Fortaleza (o Monet, que vai até os Estados Unidos; e o SACS, que se conecta com...

Pesquisa e inovação impactam a agricultura do Brasil

São abundantes as manifestações de lideranças ao redor do mundo em reconhecimento à trajetória virtuosa da pesquisa agropecuária brasileira nos últimos quarenta anos. Graças...

Acordo preferencial eleva exportações sul-africanas ao Brasil

As exportações sul-africanas para o Brasil aumentaram de US$483 milhões em 2017 para US$ 663 milhões em 2018. As informações foram reveladas pela representante econômica...

Bienal do livro do Ceará receberá três autores africanos

Três escritores africanos estarão participando da Bienal Internacional do Livro do Ceará, que será realizada em Fortaleza entre os dias 16 a 25 de...

Fórum Brasil África 2019: Segurança Alimentar em foco

A problemática da fome tem se tornado cada vez mais recorrente, embora ela tenha estado em declínio nos últimos anos, segundo informações da Organização...