Anunciados dois novos destinos na África a partir de Lisboa

Enquanto os brasileiros aguardam novas opções de voos diretos para a África, a companhia aérea portuguesa TAP anuncia dois novos destinos para o continente africano. Os voos entre Lisboa e Conacri, capital da Guiné, começam a operar na última quarta-feira (3). Em outubro, a empresa vai começar a voar para Banjul, capital da Gâmbia. As novas rotas podem ajudar quem planeja fazer conexões a partir de Lisboa.

As ligações entre Lisboa e Conacry acontecem às quartas, sextas e domingos às 19h25. No sentido contrário, os voos saem da capital da Guiné às segundas, quintas e domingos, às 00h05.

Além de Conacry, a companhia voa também para Luanda (Angola), Maputo (Moçambique), S. Tomé (S. Tomé e Príncipe), Bissau (Guiné Bissau), Praia, Sal, São Vicente e Boa Vista (Cabo Verde), Marrakesh, Casablanca, Tânger e Fez (Marrocos), Dakar (Senegal), Abidjan (Costa do Marfim), Accra (Gana) e Lomé (Togo).

A linha para Banjul, por sua vez, começa a operar a partir do dia 26 de outubro. Também serão ofertados três voos semanais a partir do Aeroporto Humberto Delgado, às terças, quintas e sábados. Os bilhetes para os primeiros vôos já estão à venda.

Conacry

+ Em 2018, a TAP transportou cerca de um 1,1 milhão de passageiros em rotas africanas, número 11,3 % maior que no ano anterior.

Chico Carneiro, entre Amazônia e Moçambique, tudo vira filme

O cineasta brasileiro Chico Carneiro saiu do Brasil, mais precisamente da região amazônica, atravessou o oceano e foi parar em Moçambique, não apenas fazendo filmes, mas vivendo cinema.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Brasil coopera com o Zimbábue para desenvolver cultura do algodão

O Brasil ocupa lugares de destaque tanto na produção como na exportação de algodão, atraindo diversos parceiros interessados em fortalecer o setor algodoeiro. O mais recente país a buscar o apoio do Brasil é o Zimbábue. Foi assinado um acordo entre os dois países para garantir capacitação e também a transferência de tecnologias brasileiras em algodão para o país africano.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

Rio de Janeiro terá exposição de Arte Iorubá

A Casa de Herança Oduduwa recebe a partir do mês de Agosto uma exposição de peças milenares da cultura iorubá. A mostra de arte...