Brazil Africa Forum

VP do grupo M. Dias Branco visa novos mercados

Líder no mercado de massas e biscoitos do Brasil, o grupo M. Dias Branco enxerga na África um mercado promissor. “Começamos, há cerca de três anos, a exportar para países africanos. Os números ainda não são expressivos, mas identificamos um potencial muito grande de crescimento”, afirma  Geraldo Luciano Mattos Junior, vice-presidente de Investimentos e Controladoria e Diretor de Relações com Investidores do grupo M. Dias Branco.

Ele confirmou sua participação como palestrante no Fórum Brasil África 2019 –  Segurança Alimentar: Caminho para o desenvolvimento econômico. O evento, que será realizado nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, é uma realização do Instituto Brasil África (Ibraf), que também publica ATLANTICO.

“Será muito bom ouvir a experiência de Geraldo Luciano e sua visão sobre a África como um importante parceiro para as empresas brasileiras”, diz João Bosco Monte, presidente do Ibraf.

A M. Dias Branco é a sexta maior empresa do mundo na categoria de massas e a sétima maior na categoria de biscoitos.


Carreira Política

Até o final de 2019, Geraldo Luciano Mattos Junior deve trocar a posição que ocupa no Grupo M. Dias Branco. Ele abrirá mão do cargo de VP e assumirá uma posição no Conselho de  Administração da empresa. A informação foi divulgada pela própria empresa, em novembro do ano passado, através de um comunicado para os investidores. Especula-se que Geraldo Luciano inicie uma carreira como político. 


Vice-Presidente de Investimentos e Controladoria e Diretor de Relações com Investidores do Grupo M. Dias Branco S.A., Geraldo Luciano Mattos Junior iniciou suas atividades empresariais no grupo econômico de que é parte a M. Dias Branco em 1995, no cargo de Diretor Financeiro do Banco Equatorial. 

Em 2000, ingressou na M. Dias Branco, exercendo a função de Assessor da Diretoria, cargo que ocupou até 2003, quando foi nomeado Diretor de Finanças. No período de 1977 a 1995, compôs o quadro Banco do Nordeste do Brasil – BNB, onde, dentre outras, exerceu as funções de Assessor da Presidência, Chefe do Departamento de Mercado de Capitais e Diretor Executivo da Caixa de Previdência dos Funcionários do BNB. Em 1994, foi cedido ao Governo do Estado do Ceará, onde exerceu a função de Diretor Financeiro e de Câmbio do Banco do Estado do Ceará, até 1995. 

Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará – UECE, em 1985, graduou-se também em Direito, pela Unifor, em 1998, e adquiriu o grau de Mestre em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coopead), em 1993. Integra o Conselho de Administração das empresas Hapvida, Companhia Indústria de Cimento Apodi e Cerâmica Portobello.

Top 5

Fortaleza recebe primeiro data center da Angola Cables no Brasil

Após instalar dois cabos de fibra ótica em Fortaleza (o Monet, que vai até os Estados Unidos; e o SACS, que se conecta com...

Pesquisa e inovação impactam a agricultura do Brasil

São abundantes as manifestações de lideranças ao redor do mundo em reconhecimento à trajetória virtuosa da pesquisa agropecuária brasileira nos últimos quarenta anos. Graças...

Acordo preferencial eleva exportações sul-africanas ao Brasil

As exportações sul-africanas para o Brasil aumentaram de US$483 milhões em 2017 para US$ 663 milhões em 2018. As informações foram reveladas pela representante econômica...

Bienal do livro do Ceará receberá três autores africanos

Três escritores africanos estarão participando da Bienal Internacional do Livro do Ceará, que será realizada em Fortaleza entre os dias 16 a 25 de...

Fórum Brasil África 2019: Segurança Alimentar em foco

A problemática da fome tem se tornado cada vez mais recorrente, embora ela tenha estado em declínio nos últimos anos, segundo informações da Organização...