Bienal do livro do Ceará receberá três autores africanos

Três escritores africanos estarão participando da Bienal Internacional do Livro do Ceará, que será realizada em Fortaleza entre os dias 16 a 25 de agosto de 2019. O moçambicano Mia Couto, o marroquino Abdellah Taïa e o angolano José Eduardo Agualusa estarão participando de palestras, mesas redondas e outros encontros no evento, cuja temática central é  “As cidades e os livros”.

Mia Couto, autor de grande renome mundial, terá sua obra “Terra Sonâmbula”, de 1992, enaltecida no evento. Este, que foi o primeiro romance do escritor, é considerado um dos melhores livros africanos do século XX e retrata o período pós- independência em Moçambique, momento em que o país passava por uma forte guerra civil.   

Mia Couto é um dos mais celebrados escritores lusófonos da atualidade

O angolano José Eduardo Agualusa é outro autor africano que fará parte do evento. Jornalista, escritor e editor de ascendência portuguesa e brasileira, escreve contos, romances, crônicas e literatura infantil. Seus romances têm sido premiados nacional e internacionalmente e suas obras já foram traduzidas para mais de vinte línguas.

Já Abdellah Taïa, escritor, cineasta e jornalista marroquino, auto-exilado em Paris desde 1998, publicou oito romances – muitos deles altamente autobiográficos, onde enaltece a dignidade dos homossexuais, fortemente hostilizados no mundo árabe. Por conta da sua representatividade, Abdellah se tornou uma figura icônica e símbolo de resistência no país e em todo a comunidade árabe. Atualmente trabalha como jornalista para o Le Monde, jornal francês.

Com o tema “As cidades e os livros”, a Bienal cearense chega à sua décima terceira edição este ano, e busca realizar uma análise das relações entre os livros os diferentes espaços das cidades, como forma de representação de memórias e afeto, fortemente retratados na literatura.

Durante os dez dias, o evento contará com uma programação repleta de atrações literárias, que incluem palestras, mesas redondas, conferências, oficinas e lançamentos de livros, bem como apresentações com artistas de reconhecimento local, nacional e internacional. A Bienal será realizada no Centro de Eventos do Ceará e o acesso é gratuito. A programação oficial será divulgada pela organização.

Top 5

Fortaleza recebe primeiro data center da Angola Cables no Brasil

Após instalar dois cabos de fibra ótica em Fortaleza (o Monet, que vai até os Estados Unidos; e o SACS, que se conecta com...

Pesquisa e inovação impactam a agricultura do Brasil

São abundantes as manifestações de lideranças ao redor do mundo em reconhecimento à trajetória virtuosa da pesquisa agropecuária brasileira nos últimos quarenta anos. Graças...

Acordo preferencial eleva exportações sul-africanas ao Brasil

As exportações sul-africanas para o Brasil aumentaram de US$483 milhões em 2017 para US$ 663 milhões em 2018. As informações foram reveladas pela representante econômica...

Bienal do livro do Ceará receberá três autores africanos

Três escritores africanos estarão participando da Bienal Internacional do Livro do Ceará, que será realizada em Fortaleza entre os dias 16 a 25 de...

Paulo Rogério Nunes: criatividade, inovação e “baianidade”

Uma das maiores do Brasil e considerada a cidade mais negra fora do continente africano, Salvador tem se destacado por conta das iniciativas ligadas...