Brazil Africa Forum

ONU apoia iniciativa em Moçambique para acelerar reconstruções após ciclones

A Organização das Nações Unidas e o Governo de Moçambique assinaram um acordo para dar início ao “Projeto do Mecanismo de Recuperação”. O projeto terá duração de cinco anos, entre 2019 e 2024, e será implementado com investimento US$ 72 milhões. A iniciativa será executada com a ajuda de agência de recuperação formada para acelerar a reconstrução resiliente do país após os danos causados pelos ciclones Idai e Kenneth este ano.

“Este Mecanismo de Recuperação possui três pilares principais, que são o fortalecimento institucional do Gabinete de Reconstrução Pós Ciclone Idai, habitação e infra estruturas comunitárias e meios de subsistência e empoderamento económico das mulheres, e prestará atenção particular às mulheres e à grupos vulneráveis”, declarou o representante interino do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Alfredo Teixeira.

Trajeto dos ciclones Idai e Kenneth (Portal Defesa Civil Brasil)

Cerca de 285 mil casas foram destruídas após a passagem de duas tempestades tropicais fortes pelo país na mesma estação. O ciclone Idai passou pelas províncias centrais do país em março, causou pelo menos 604 mortes e afetou aproximadamente 1,8 milhões de pessoas. Em abril, o outro ciclone, Kenneth, deixou 45 mortos e afetou 250 mil pessoas no norte do país. Foi a primeira vez desde que há registo que dois ciclones tropicais fortes atingiram Moçambique na mesma estação.

Leia Também: “Ciclones são demonstrações das alterações climáticas” diz Guterres, em Moçambique

Apoio Internacional

Doadores internacionais prometeram contribuir com US$ 1,3 bilhão dos US $ 3,2 bilhões pedidos pelo governo moçambicano para a reconstrução das áreas afetadas. Em março o Brasil contribuiu com 100 mil euros por meio de fundo solidário criado no âmbito da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), além de enviar agentes da força nacional para o país. Em abril o Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou financiamento emergencial de US$ 118,2 milhões.

Resiliência

“Nós queremos, de imediato, criar condições para que as populações que ficaram afetadas possam rapidamente recuperar-se. Porque tudo o resto só será possível com a força humana em condições de o fazer. Portanto, ao falar em infraestruturas sem olhar para a componente social estaríamos a colocar a carroça à frente dos bois. Então, queremos apostar numa primeira fazer em recuperar o tecido humano.” afirmou o ministro das Obras Públicas e Habitação de Moçambique, João Machatine.

Cerimônia de assinatura do projeto (Pnud/Emídio Josine)

O representante do PNUD reiterou que este acordo é apenas o começo desse processo. Levando em consideração que Moçambique e o seu povo precisam e demandam uma agenda de ação para implementar  o programa, e de resultados concretos, para a recuperação do país e para seu desenvolvimento sustentável.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

O futuro das relações entre Brasil e África é promissor, segundo Hamilton Mourão

"As relações com a África são e serão prioritárias para o Brasil e o para os brasileiros", declarou o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, durante a cerimônia de abertura do Fórum Brasil África 2019.

Centro de Excelência da ONU participa de convocação global contra a fome na Etiópa

O diretor adjunto do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos das...

Rainha do Congo celebra ancestralidade no Brasil

A rainha Diambi Kabatusuila Mukalenga Mukaji Wa Nkashama, da República Democrática do Congo, está em visita ao Brasil desde o dia 27 de Fevereiro,...