Cabo submarino do Google vai conectar Portugal e África do Sul

África e Europa serão conectadas por um novo cabo submarino. Previsto para entrar em funcionamento em 2021, o cabo Equiano é uma iniciativa da norte-americana Google. Depois de pronto, o cabo fará uma conexão entre Portugal e a África do Sul, com unidades de ramificação ao longo do caminho que, segundo a empresa,  podem ser usadas para ampliar a conectividade a outros países africanos. O cabo faria, ainda segundo a própria Google, uma espécie de “escala” na Nigéria.

Equiano vai conectar Ásia, Europa e África

Foi de lá que surgiu a inspiração para o nome do cabo. Oulaudah Equiano é um escritor e abolicionista nigeriano que foi escravizado quando menino e depois desempenhou um importante papel no movimento abolicionista inglês em 1807. 

África conectada

Entre os diferenciais do cabo Equiano em relação aos demais cabos já instalados é o uso de uma infraestrutura de última geração baseada na tecnologia de multiplexação por divisão espacial (SDM) , que garante 20 vezes mais capacidade de rede do que o último cabo construído para atender a região

A nova tecnologia simplifica a alocação de capacidade de cabos, dando ao Google  flexibilidade de adicionar e realocar o cabo em diferentes locais, conforme necessário. Para tanto, a empresa já declarou que espera licenciar parceiros locais para levar a capacidade do Equiano a mais países do continente africano.

LEIA TAMBÉM: Fortaleza recebe primeiro data center da Angola Cables no Brasil

Equiano e suas unidades de ramificação

Tecnologia que vem do mar

Nos últimos três anos, a empresa investiu cerca de US$ 47 bilhões para reforçar sua estrutura tecnológica. Este é terceiro projeto privado internacional no setor e o 14º no qual o Google tem participação.O primeiro cabo, chamado de Curie, foi finalizado em abril deste ano e conecta  o Chile a Los Angeles. Um segundo cabo vai ligar os Estados Unidos e a França e deve ficar pronto no ano que vem. 

+ Um contrato para construir o cabo com a Alcatel Submarine Networks foi assinado no 4º trimestre de 2018. A primeira fase do projeto, conectando a África do Sul com Portugal, deverá ser concluída em 2021.

LEIA TAMBÉM: Atlântico Sul: nova rota para cabos submarinos

Portugal e África do Sul: uma nova conexão

No final do século XIV os exploradores portugueses Bartolomeu Dias e Vasco da Gama chegaram a Cape Town e criaram a primeira conexão entre a cidade e o continente europeu. Já na metade do século XVII a Companhia Holandesa das Índias Orientais, estabeleceu na cidade um porto marítimo que servia como hub entre Europa, África e Ásia. 

Top 5

Fortaleza recebe primeiro data center da Angola Cables no Brasil

Após instalar dois cabos de fibra ótica em Fortaleza (o Monet, que vai até os Estados Unidos; e o SACS, que se conecta com...

Pesquisa e inovação impactam a agricultura do Brasil

São abundantes as manifestações de lideranças ao redor do mundo em reconhecimento à trajetória virtuosa da pesquisa agropecuária brasileira nos últimos quarenta anos. Graças...

Acordo preferencial eleva exportações sul-africanas ao Brasil

As exportações sul-africanas para o Brasil aumentaram de US$483 milhões em 2017 para US$ 663 milhões em 2018. As informações foram reveladas pela representante econômica...

Bienal do livro do Ceará receberá três autores africanos

Três escritores africanos estarão participando da Bienal Internacional do Livro do Ceará, que será realizada em Fortaleza entre os dias 16 a 25 de...

Paulo Rogério Nunes: criatividade, inovação e “baianidade”

Uma das maiores do Brasil e considerada a cidade mais negra fora do continente africano, Salvador tem se destacado por conta das iniciativas ligadas...