José Graziano: “governos devem ir além da produtividade”

“Os governos precisam investir em programas para segurança alimentar”, afirma José Graziano. O ex diretor-geral da FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) afirma que o foco dos governos é voltado muitas vezes apenas na produtividade, o que exclui a garantia de acesso à água e à alimentação. “Forneça condições saudáveis e melhoramos a produtividade”, provoca.

Ele aponta que nos últimos 15 anos o progresso feito para o acesso universal à água têm sido lento, e cita o relatório apresentado durante a última Assembléia Geral da ONU que mostra que cerca de 1 bilhão de pessoas não têm acesso à água potável. “Precisamos repensar nossa abordagem de conscientização para o uso da água”, afirma. 

Entre os programas de sucesso, Graziano cita “1 milhão de cisternas”, implantado primeiramente no nordeste brasileiro e depois exportado para a África Subsaariana. O programa garante que a água coletada na chuva é armazenada em cisternas, podendo ser utilizada nos tempos de seca. Ele menciona também outro programa inspirado na experiência brasileira, o “School Meals”, do Programa Mundial de Alimentos, que fornece alimentação para crianças em idade escolar ao redor do mundo. Mas reforça que esses programas não são o suficiente sem o apoio de políticas públicas. 

Durante o Fórum Brasil África 2019, que aconteceu em novembro na cidade de São Paulo, José Graziano recebeu uma homenagem do Instituto Brasil África, responsável pelo evento. Ele também participou da sessão “Repensando o uso da água para uma prosperidade melhorada”.

Chico Carneiro, entre Amazônia e Moçambique, tudo vira filme

O cineasta brasileiro Chico Carneiro saiu do Brasil, mais precisamente da região amazônica, atravessou o oceano e foi parar em Moçambique, não apenas fazendo filmes, mas vivendo cinema.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Brasil coopera com o Zimbábue para desenvolver cultura do algodão

O Brasil ocupa lugares de destaque tanto na produção como na exportação de algodão, atraindo diversos parceiros interessados em fortalecer o setor algodoeiro. O mais recente país a buscar o apoio do Brasil é o Zimbábue. Foi assinado um acordo entre os dois países para garantir capacitação e também a transferência de tecnologias brasileiras em algodão para o país africano.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

O futuro das relações entre Brasil e África é promissor, segundo Hamilton Mourão

"As relações com a África são e serão prioritárias para o Brasil e o para os brasileiros", declarou o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, durante a cerimônia de abertura do Fórum Brasil África 2019.