OMS reforça luta contra novo coronavírus na África

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está fortalecendo seu apoio aos países africanos na detecção e gestão de casos suspeitos do novo coronavírus. Embora não haja casos confirmados de novos coronavírus no continente, a organização quer garantir uma resposta robusta, caso um primeiro caso seja detectado. A OMS avalia um alto risco para a região africana uma vez que o continente tem laços estreitos com a China, que está no epicentro do surto.

Desde 22 de janeiro, a OMS recebeu dezenas de alertas sobre possíveis novas infecções por coronavírus em 20 países. Porém, até o início desta semana, apenas dois laboratórios – um no Senegal e outro na África do Sul – possuíam os reagentes necessários para testar amostras do vírus. Felizmente,  mais quatro países (Gana, Madagascar, Nigéria e Serra Leoa) já informaram que também podem realizar testes. 

A OMS está enviando kits para 29 laboratórios do continente , o que garantirá que eles tenham capacidade de diagnóstico de novos coronavírus e também possa apoiar amostras de testes de países vizinhos.

“Um novo vírus é sempre um desafio e a maioria dos laboratórios na África não possui o material essencial necessário para realizar testes em um novo patógeno”, disse o Dr. Matshidiso Moeti, diretor regional da OMS para a África. “A OMS está trabalhando com os países para aumentar rapidamente a capacidade de diagnóstico. É crucial que os países da região possam detectar e tratar casos graves precocemente, evitando um surto generalizado, que pode sobrecarregar os sistemas de saúde frágeis”..

A OMS está despachando equipamentos de proteção para os profissionais de saúde, além de termômetros e outros suprimentos essenciais para a triagem e tratamento de casos suspeitos nos aeroportos e outros pontos de entrada. 13 países foram considerados como prioridade máxima, levando em consideração as ligações diretas ou o alto volume de viagens à China. Embora esses países sejam as primeiras áreas de foco, a organização prometeu apoiar todos os países do continente.

+ As 13 principais prioridades da região africana são: Argélia, Angola, Costa do Marfim, República Democrática do Congo, Etiópia, Gana, Quênia, Maurício, Nigéria, África do Sul, Tanzânia, Uganda e Zâmbia.

Epidemia em expansão

Conforme relatado à OMS em 4 de fevereiro de 2020, havia 20 471 casos confirmados na China, com 425 mortes. Fora da China, houve 159 casos confirmados em 23 países, com uma morte.

Chico Carneiro, entre Amazônia e Moçambique, tudo vira filme

O cineasta brasileiro Chico Carneiro saiu do Brasil, mais precisamente da região amazônica, atravessou o oceano e foi parar em Moçambique, não apenas fazendo filmes, mas vivendo cinema.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Brasil coopera com o Zimbábue para desenvolver cultura do algodão

O Brasil ocupa lugares de destaque tanto na produção como na exportação de algodão, atraindo diversos parceiros interessados em fortalecer o setor algodoeiro. O mais recente país a buscar o apoio do Brasil é o Zimbábue. Foi assinado um acordo entre os dois países para garantir capacitação e também a transferência de tecnologias brasileiras em algodão para o país africano.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

Rio de Janeiro terá exposição de Arte Iorubá

A Casa de Herança Oduduwa recebe a partir do mês de Agosto uma exposição de peças milenares da cultura iorubá. A mostra de arte...