Tunísia espera receber 9 milhões de turistas em 2019

Entre setembro do ano passado e agosto deste ano, a Tunísia teve um aumento de 44% na receita do turismo no comparativo com o período anterior de 12 meses. O setor arrecadou 3,16 bilhões de dinares tunisianos (cerca de US$ 1,1 bilhão). No ano passado, o país recebeu 8,3 milhões de turistas. Para 2019, são esperados 9 milhões de visitantes.

O aumento da receita e de visitantes se dá sobretudo ao fato das grandes operadoras de turismo da Europa terem recolocado o país no mapa dos roteiros. Durante três anos, as agências evitaram o norte da África por conta de ataques contra turistas.

O ministro do Turismo da Tunísia, René Trabelsi, disse em nota oficial que o país vem fazendo grandes campanhas promocionais para trazer de volta turistas de mercados tradicionais como França, Inglaterra e Alemanha. Segundo ele, o retorno de visitantes europeus pode gerar um forte impulso à economia do país, que vem passando por dificuldades, e aumentar as reservas cambiais.

Tunisia expects to receive 9 million tourists in 2019

+ A indústria do turismo representa 8% do Produto Interno Bruto (PIB) da Tunísia.

Com informações da Agência de Notícias Brasil Árabe (ANBA)

Chico Carneiro, entre Amazônia e Moçambique, tudo vira filme

O cineasta brasileiro Chico Carneiro saiu do Brasil, mais precisamente da região amazônica, atravessou o oceano e foi parar em Moçambique, não apenas fazendo filmes, mas vivendo cinema.

Fórum Brasil África reunirá autoridades do governo brasileiro e de países africanos

O vice presidente brasileiro Hamilton Mourão, assim como diversas autoridades de governos africanos estarão presentes no Fórum Brasil África 2019. O fórum acontece nos dias 12 e 13 de novembro em São Paulo, e vai reunir também representantes do setor privado e da academia além de potenciais investidores. Em sua sétima edição, o tema do evento será “Segurança alimentar: caminho para o crescimento econômico”.

Brasil coopera com o Zimbábue para desenvolver cultura do algodão

O Brasil ocupa lugares de destaque tanto na produção como na exportação de algodão, atraindo diversos parceiros interessados em fortalecer o setor algodoeiro. O mais recente país a buscar o apoio do Brasil é o Zimbábue. Foi assinado um acordo entre os dois países para garantir capacitação e também a transferência de tecnologias brasileiras em algodão para o país africano.

Ipea discute oportunidade de negócios entre Brasil e África

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estará presente no Fórum Brasil África 2019 promovendo uma discussão sobre o potencial de negócios entre Brasil e os países africanos. Em um side event chamado “Desafios para o aprofundamento da cooperação entre o Brasil e os países africanos”, o instituto promoverá um debate com autoridades e representantes do setor econômico.

Rio de Janeiro terá exposição de Arte Iorubá

A Casa de Herança Oduduwa recebe a partir do mês de Agosto uma exposição de peças milenares da cultura iorubá. A mostra de arte...